Home / Andrade Gutierrez / Aprovada CCT 2016-2017

Aprovada CCT 2016-2017

Finalizada a CCT 2016/2017

Texto foi aprovado em assembleia por maioria absoluta dos trabalhadores!

Foi finalizada na assembleia realizada no dia 2 do mês de junho de 2016 a Convenção Coletiva de Trabalho para as categorias de Construção Civil Pesada e Montagem Industrial, essa convenção irá reger as categorias durante o período de 1 de fevereiro de 2016 à 31 de janeiro de 2017.

Foi só após muitas reuniões e idas e vindas que a negociação enfim teve um desfecho. O STICPAR, sindicato representante dos Trabalhadores da Categoria, fez diversas reuniões durante este período de negociação, afim de conseguir um valor que fosse ao menos compatível com o índice inflacionário que era de 11,31% para o período, sendo que a porcentagem inicial que o sindicato dos patrões queria negociar era de 4,5%.

Sempre com o mesmo discurso, o sindicato dos patrões dizia que não tinha como dar nada de reajuste ao trabalhador, e culpando a crise. Além disso, ainda havia, segundo o sindicato patronal, um outro fator que dificultaria um número melhor no reajuste, que é o baixo número de trabalhadores na base territorial do sindicato STICPAR, que compreende de as cidades Angra dos Reis e Paraty, tornando o poder de negociação da classe trabalhadora ainda menor.

Toda essa introdução, é para ilustrar a dificuldade que o STICPAR teve para avançar nas negociações, e a longa caminhada passo-à-passo, de meio em meio por cento, para que culminasse no valor atual de 9,04% de reajuste aprovado em assembleia. E que Graças a muito esforço do vice-presidente do STICPAR Carlos Silva, conseguimos que o valor fosse aumentado para 9,5% atuais do reajuste.

 

conseguimos que o valor fosse aumentado para 9,5% atuais do reajuste.

Veja o como ficou o reajuste:

  • Para os trabalhadores que recebem até R$5.500,00 aumento de 9,5%, acima de R$5.500,00, até R$7.000,00 7% e acima disso é feito livre negociação com a empresa e o trabalhador.
  • O STICPAR conseguiu chegar também a um aumento de 10,5% na cesta básica, que passa de R$280,00 para R$309,00.
  • Também um avanço no ticket-Alimentação de 9% 
  • Mantem-se a PLR de 60% do salário para a categoria de Construção Civil Pesada e 70% para Montagem Industrial.
  • todos os itens acima deverão ser  pagos com retroativos a 1º de fevereiro,

Apesar da diretoria achar que podia conseguir um pouco mais no valor final de reajuste, a categoria preferiu aceitar o percentual atual por entender que o mais importante neste momento é manutenção dos seu empregos. Sendo assim, o STICPAR acompanhou a decisão e acatou.

“O trabalhador tem o direito de ser remunerado e ter o seu esforço bem recompensado, estamos sempre vendo na televisão essas mesmas empresas que dizem não ter dinheiro, pagar fortunas para políticos, afim de aumentar seus lucros! O trabalhador não pode ser o prejudicado nessa história” – falou o Vice-Presidente Carlos Silva, e ressaltou ainda a importância e os benefícios de ser Associado ao STICPAR.

Parabéns a toda categoria e que a gente permaneça unidos! Tenham uma ótima semana

Sobre Anderson Reimberg

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos requeridos estão marcados *

*